segunda-feira, 28 de julho de 2014

BOPEEMMINMIMMMM!!





EU TE DISSE

Devido ao período quase sabático, as postagens ainda seguem em ritmo parecido ao do mundo político local. 

Antevisto por este blog há meses e meses atrás, a informação de que a candidatura de Carlos Alberto Pereira, o  CAP, poderia sofrer um revés por parte da Justiça Eleitoral realmente se confirmou. 

O TSE, que agora cruza informações entre os diversos tribunais, acabou por impugnar a candidatura do empresário Midas. 

Devidamente assegurado pela legislação, CAP interpôs recurso contra tal decisão e poderá manter sua candidatura até a decisão final do TSE sobre os motivos recursais do empresário. 

Caso CAP venha a ser eleito e até mesmo diplomado, em caso de indeferimento do recurso do empresário, tudo seria anulado e a cadeira conquista em uma provável eleição (as chances agora são grandes) poderá ser perdida a pedido do MPE. 

Ou seja, a vaga que CAP pleiteia só será decida mesmo pelo TSE.


TUDO MEU!

Por falar em surpresa, o movimento nas bancas na semana passada foi atípico. Com a divulgação do caso da impugnação de CAP, o movimento nas bancas foi intenso. 

Segundo um dono de banca, as edições de um jornal se esgotavam em minutos. O dono de uma única banca chegou a pedir mais de 200 exemplares na manha de sábado. Todos os exemplares que chegavam, eram vendidos da mesma hora. 

O mais estranho, segundo ele, é que todos os exemplares eram vendidos para uma só pessoa, que diante da chegada de nova remessa, comprava tudo e não deixava nenhum à venda. 

O dono da banca disse que nunca vendeu tanto jornal como no sábado passado. 

Quem disse que política não vende?!


MUDOS

Vocês podem acreditar! A campanha já começou! Sem placas, carros de som, e mini doors, a cidade vive um clima de tranquilidade e quase ostracismo em relação ao período eleitoral. 

Tudo se deve pela lei municipal proposta pelo vereador José Marcio Faria que proibiu a propaganda por carro de som e mini-doors. 

Há quem diga que a campanha “muda” pode favorecer candidatos de fora e prejudicar os candidatos nativos. 

CAP, Cherem, Dehon e Julio de Mello já estão em campanha por toda a cidade. Porém, sem estardalhaço. 

Bom para o eleitor que não sofre com o bombardeio midiático. 

Ao meu ver, ruim para todos os candidatos.

terça-feira, 15 de julho de 2014

EXCLUSIVO: O RANKING DO "QUEM É QUEM" EM LAVRAS, SEGUNDO O TSE.


Antes de tudo, peço escusas aos leitores pela falta de postagens.
No período de férias e Copa, a coisas tendem a ficar mornas. abcs.

QUEREM ME F...........?

A construção do túnel da zona norte está incomodando muita gente. Não. Não são moradores e nem motoristas. O incomodo causado teria afetado o Palácio da Caixa d’agua.   

Segundo uma fonte, incomodada com o andamento da coisa e com o governo do estado (PSDB) alimentando com recursos o andamento da obra, um pedido emanado da Caixa Dágua teria chegado ate o Palácio de lá. 

Em síntese, o teor sugeriria que a “torneira” fosse fechada, pois poderia favorecer a eleição do irmão do prefeito e ajudar no apelo popular em torno do atual prefeito caso a decisão do TSE seja favorável à pretensões de Silas em entrar pelo tapetão. 

A coisa teria sido ate engatilhada para fechar a dita torneira, mas eis que um deputado, com interesse na causa da obra, também do PSDB, interveio e fez com que a coisa continuasse a “fluir” para mover a dita obra. 

Digamos que seja a colocação da teoria do caos: quanto pior, melhor. 


PRESSA

O candidatos que disputarão as eleições em outubro rumo ao legislativo estadual e federal, por Lavras, ainda aguardam a aprovação de seus pedidos de candidatura pelo TSE. 

Em Lavras, 4 candidatos disputarão as eleições: Carlos Alberto Pereira disputará uma cadeira no congresso. Dehon Júnio de Moraes, Fábio Cherem (reeleição) e Julio de Melo, um assento na Assembleia. 

O TSE tem até o dia de hoje, 15 de julho,  para impugnar candidaturas quem desconformidade com a lei eleitoral ou que violem a lei da Ficha Limpa. O Ministério Público Eleitoral poderá pedir a impugnação. Partidos e eleitores também podem solicitar a impugnação junto ao TSE. 

Mesmo sem uma posição final do Tribunal, o empresário Midas, CAP, já aparece nas redes sociais ao lado de Dehon como candidatos do PMN.


QUEM É QUEM EM LAVRAS

Por falar em candidatos, os dados disponibilizados pelo TSE, oficialmente, faz um ranking do poderio político e financeiro dos candidatos de Lavras. 

CAP declarou (oficialmente) que seus bens alcançam a soma de R$ 3.644.982,63 de faz-me-rir.  Em relação a sua campanha, previu um gasto de R$ 5 milhões. 

Em tese, caso gaste este dinheiro na campanha, o empresário Midas teria que dispor de todo o seu patrimônio e pedir algum emprestado (???) para cobrir os gastos. #SQN

Dehon declarou que tem R$ 1.557.880,97 em dinheiro e patrimônio. Para sua eleição, previu um gasto de R$ 5 milhões. Ou seja, se gastar algo em torno disso, teria um prejuízo de mais de R$ 3 milhões. 

Fábio Cherem declarou que poderá gastar R$ 4 milhoes. Entre os três, é a previsão com menor gasto de campanha. Para justificar sua candidatura, declarou que tem em patrimônio R$ 7.694.237,39. Ou seja: se gastar toda a sua previsão, ainda sairá com aproximadamente R$ 3 milhões e meio de faz-me rir intactos. 

Júlio de Melo daclarou que pretende gastar R$ 2 milhões em sua campanha. Como bens, declarou uma casa no valor de R$ 60 mil reias. Ou seja: se gastar a metade do que pensa em gastar, vai pro prego. 

Se analisarmos as declarações oficias, em termos de faz-me-rir no bolso, a coisa ficaria assim: 

Fabio Cherem seria o mais bem colocado no ranking dos endinheirados. CAP viria em segundo e Dehon em terceiro lugar.

Há quem diga que os números (oficiais, diga-se de passagem) não fazem jus à realidade dos que se colocam na ponta deste meu ranking baseado nos números fornecidos pelo TSE. 

Há quem diga que um deles já conhece de perto os zeros do bilhão em conta. Outros batem o pé que não.  

segunda-feira, 7 de julho de 2014

A FACE DO PALADINO.




O FIM DO PALADINO

O final de semana foi esclarecedor para muitos leitores. O advogado e amigo intimo de Anastasia, Dr. Flávio Unes Pereira, filho de Silas Costa Pereira, e que há bem pouco tempo bradava pelas redes sociais como se fosse o paladino angelical da lei e da moralidade, foi descoberto aninhado no contracheque do deputado federal, Marcos Pestana, após ser desalojado do contracheque de Anastasia por ter atacado o também deputado federal, Domingos Sávio, devido ao apoio aos Cherens. 

O advogado, pelo que fora provado pelo jornal Tribuna de Lavras, parece que mesmo a distância e com uma “tecnicamente incompatibilidade de horários”, consegue cumprir 8 horas de trabalho em Brasília, advogar em Belo Horizonte e ser patrono do próprio empregador público em causas particulares.   

O advogado “percebe” mensalmente aproximadamente R$ 8 mil reais do gabinete do deputado Marcus Pestana. Alguns arriscam a batizar a situação medonha como quase “fantasmagórica”. 

Vale lembrar que o mesmo advogado “gritava” que minha pretensa nomeação, desfeita a meu pedido e a próprio punho no mesmo dia em que foi publicada e que não durou nem um dia, foi o maior escândalo do mundo.Dr. Flávio Unes Pereira, segundo o jornal, estaria nomeado desde 2012 e que, nos últimos 6 meses, teria conseguido aproximadamente 140 mil motivos de faz-me rir para defender a causa dos patrões e de seu partido. 

Agora tá tudo explicado e entendido, não é mesmo doutor?! se for mentira, o espaço aqui está aberto para sua explanação.


QUEM É QUEM 

Por outro lado, a notícia que da conta de que o ex secretário de Jussara, José Eustáquio, também figura como assessor de Marcos Pestana, teria deixado irados os que não conseguiram um lugar à sombra após deixarem os contracheques da prefeitura. 

Como a prefeita tem laços estreitos com o deputado Pestana e que somente José Eustáquio teria conseguido um lugar privilegiado, os demais, que estariam com crise de abstinência do 5º dia, estão se perguntando: porque pra ele Jussara ajeitou?!!....e nóis?! Nos não merecemos também?! 

Eis que vem a Resposta: Em seu convencimento, Jussara não desampara os seus pares. Quem ficou de fora, sem um lugar na “sombra”, é porque ela não considerava como sendo dela. 

Pois é ! Pois é!

3...2...

Findado o prazo de registro de candidatura, o TSE deverá divulgar a lista dos nomes que irão concorrer ao congresso e a ALMG.

CAP, que já prepara o casarão próximo à Matriz para ser o seu QG eleitoral, aguarda com ansiedade a publicação de seu nome como candidato. 

O TSE agora conta com uma ferramenta que ira verificar em todo o Brasil se o candidato e impedido por condenações por improbidade administrativa ou criminal em segunda instância, o que impediria o registro da candidatura do candidato. 

A ferramenta a ser utilizada pelos Tribunais este ano se chama SisConta Eleitoral. Com o mecanismo, todos os candidatos serão analisados por todos os tribunais para, ai sim, deferir ou não o seu nome como candidato. 

Quem tiver condenação ou estiver impedido, não conseguirá o registro. Quem quiser saber mais sobre a ferramenta, basta acessar: https://siscontaeleitoral.mpf.mp.br/

quarta-feira, 25 de junho de 2014

EXCLUSIVO: PROCESSO CONTRA MARCOS CHEREM NÃO DEVERÁ SER JULGADO HOJE.




A poucas horas de ser julgado pelo TSE, o processo movido por Silas Costa Pereira contra o prefeito de Lavras, Marcos Cherem, foi retirado da pauta do dia de hoje a ser analisada pelos Ministros do TSE. 

Marcado para ser julgado hoje, o processo já não costa da lista de julgamento, o que sugere que o julgamento fora desmarcado para a data de 25 de junho de 2014

Mais informações, com credibilidade,  ao longo do dia, você confere aqui.

segunda-feira, 23 de junho de 2014

UM DIA PARA A HISTÓRIA DE LAVRAS





DIA D


Marcado para a próxima quarta feira, a sessão do TSE mobilizará o grupo de apoio  a Cherem e o grupo de Jussara Menicucci que sonha voltar ao poder. 

Do lado atual, uma administração até agora tecnicamente quase perfeita, com arrochos necessários em virtude do rombo encontrado, "minimilização" de assuntos vexatórios para a classe política, obras importantes para a cidade e o fim dos escândalos que nortearam os 8 anos de mandato de Jussara and Cia. 

De outro, uma grupo enorme que sofre com a abstinência dos  supersalários e benesses políticas e pessoais que moveram um grupo inteiro por décadas e décadas. No meio, uma cidade inteira.

Pautado para ser julgado na quarta, o TSE, deverá decidir os rumos que Lavras seguirão. Por vez, será a decisão no tapetão em detrimento da vontade do eleitor. 

A história da cidade ganhará um novo capitulo na próxima quarta feira.  Quem viver, verá!




CLIMA TENSO


A sessão da Câmara de hoje, segundo uma professora presente à sessão, mesmo sendo realizada fora do horário habitual, às 8 horas da manhã, conseguiu lotar as dependências da casa legislativa. 

A sessão foi marcada por caras feias para os vereadores da bancada de oposição, especificamente ao vereador Dr. Cléber Pevidor, Lila e Leandro Moretti. O motivo foi o mandado de segurança impetrado por Dr. Cleber e que teria impedido a votação do novo plano de cargos e salários proposto pelo prefeito. 

Com a decisão de pronto pelo Juiz, Dr. Rodrigo Mello em favor do pedido, o plano de cargos e salários foi retirado pelo prefeito. Inconformados com a manobra, servidores lotaram aas dependências da câmara para mostrar a sua insatisfação. 

O presidente da Câmara, Marcos Possato, em sua fala, criticou a postura do vereador Cléber Pevidor e até mesmo do posicionamento do Juiz que acatou o pedido em mandado de segurança. 

O clima na sessão foi tenso em sua fase inicial, com direito a palavras em tom alto propaladas pelo vereador Cléber Pevidor. 

A sessão da Câmara irá ao ar hoje, segunda feira, as 8 horas da noite. Vale a pena conferir.




OD OE


Falando em dissidência, a coisa já está sendo tratada com os “dois lados” por pessoas do Palácio. Pessoas próximas ao prefeito, que antes eram ligadas, extraoficialmente,  ao grupo de Jussara, já estariam “conversando” com antigos aliados da ex-prefeita para tentar, caso seja necessário, ficar no barco alheio. 

Um ex-secretário já teria até mesmo “contratado” uma pessoa do staff atual para assessorar em seu hoje trabalho paralelo ao da prefeitura e, com a assessoria, começado a amolecer onde antes era o “calo” da administração passada. 

A coisa no passado era feita às claras, com intermediação e flechadas para, quem sabe, engatar namoros. 

Na política, como na medicina, existem algumas “doenças” perigosas. 

Entre elas está a diabetes política crônica. Quem quiser pode pesquisar quais os efeitos da diabete. Por certo, descobrirá sobre a qual eu estou falando.